o que é birth in motion

o projeto

BIRTH IN MOTION é um projeto para aprendizado da prática somática perinatal idealizado e conduzido por ANNE SOBOTTA.

Ele estabelece uma forma de pensar e de sentir o corpo na perinatalidade, abrindo espaço para experiências transformadoras com a intenção de aumentar o horizonte de expectativas e recursos para as profissionais da assistência perinatal, e consequentemente para a gestante ou puérpera que está sendo assistida.

Por meio destas ações, o projeto visa reafirmar a importância da autonomia e da consciência dessa mulher  em seu processo de gestação, parto e nascimento como fator potencializador destas expectativas e recursos, contribuindo para a melhora da saúde perinatal.

COMO ATUAMOS

O projeto BIRTH IN MOTION propõe desde cursos de aprofundamento profissional até aulas de autocuidado. Sua missão é trazer de maneira criativa abordagens variadas da educação somática para a assistência perinatal, salientando a observação da pessoa em sua integralidade e também em sua individualidade. 

Atua de forma alinhada aos paradigmas da Assistência Humanizada ao Parto e Nascimento, orientado por evidências científicas e direitos humanos.

EXPERIÊNCIAS

A excelência do projeto BIRTH IN MOTION está na profundidade, na interdisciplinaridade e no caráter visionário e global de sua pesquisa, e, principalmente, no processo pedagógico, que se fundamenta na troca horizontal e constante de saberes e experiências entre todas as participantes, incluindo a própria mediadora ANNE SOBOTTA. 

ESCUTA

A formação diferenciada do BIRTH IN MOTION estimula a atuação corporal, valoriza o próprio processo de aprendizado e respeita o direito à reflexão, a autonomia, o questionamento e a busca do diálogo, estabelecendo uma relação pessoalizada de escuta, disponibilidade e acolhimento das manifestações de cada participante.

PROCESSO

O projeto BIRTH IN MOTION não tem todas as respostas, não tem uma fórmula, um método ou uma receita, mas pretende guiar as participantes na direção de uma variedade de referências – da dança à biologia evolutiva, da performance artística à anatomia, da poesia à antropologia, da música à embriologia – que vão estimular, acolher, empoderar, emocionar, provocar e nutrir.

campo
de estudo
do movimento

Entendo por prática somática um campo de estudo do movimento que nos sugere perceber como estamos envolvidos com nossos movimentos no dia a dia e como isso se relaciona com nossa saúde, através do estudo da anatomia do movimento e do foco nas percepções físicas internas e nas experiências vivenciadas ao nível corporal.

– ANNE SOBOTTA

PRÁTICA SOMÁTICA

Carolyn Roy
Somatic tutor

“Na prática somática, exploram-se formas de sentir onde e como estamos quando nos movimentamos. Perceber o contato com o chão, com o ar, com as outras pessoas, e escutar nossos corpos. É uma afinação com nossa experiência sensorial interna e com a percepção do que está acontecendo no espaço ao nosso redor. É uma preparação para trabalhar com outras pessoas.”

Marcia Strazzacappa Artista da dança e pedagoga 

“A expressão Educação Somática já faz parte do vocabulário nacional. Em diferentes espaços, tanto educacionais quanto terapêuticos, como escolas de dança, academias, estúdios privados, centros de fisioterapia, cursos universitários, ouve-se essa expressão (…) A Educação Somática já está presente em território nacional há, pelo menos, quatro décadas, porém mais conhecida sob outros títulos, como técnicas corporais alternativas, técnicas de release, técnicas de consciência corporal.”

International Somatic Movement Education and Therapy Association

Na descrição da International Somatic Movement Education and Therapy Association, a prática somática contempla avaliações posturais e do movimento, comunicação e orientação através de palavras e toques, anatomia vivencial e ideokinesia (“imagery”), e a reorganização dos padrões de movimento. Estas práticas podem ser aplicadas na vida diária ou em atividades especializadas para pessoas em diversas condições de saúde e fases de desenvolvimento.

MARTHA EDDY terapeuta somática

A pesquisadora Martha Eddy relata que “os pioneiros [da educação somática] descobriram que quando desenvolvemos um dialogo atento com nosso self corporificado, nós, como humanos, podemos aprender novamente, não ter mais dores, nos movimentar com mais facilidade, fazer nossas tarefas de forma mais eficientes, e atuar com mais vitalidade e expressividade”.

A PRÁTICA SOMÁTICA PERINATAL

A expressão Prática Somática nasce do conceito de Educação Somática (Somatic Education, ou Somatics), que é:

“A arte e a ciência de um processo relacional interno entre a consciência, o biológico e o meio-ambiente. Estes três fatores vistos como um todo agindo em sinergia.” (1º definição por Thomas Hanna em 1983, num artigo publicado na revista Somatics).

A palavra Somática é utilizada no campo das terapias corporais para falar de abordagens baseadas no soma, ou “o corpo como percebido desde de dentro” (“the body as perceived from within”), como a técnica Alexander, o método Feldenkrais, ou o Rolfing.

Técnicas somáticas podem ser aplicadas na dança, psicoterapia, terapias corporais.

A prática somática perinatal consiste na aplicação dos conceitos acima descritos ao período da gestação, parto e puerpério.